5 dicas de segurança do trabalho para pequenas empresas

segurança do trabalho para pequenas empresas
  
  A segurança do trabalho em pequenas empresas também é obrigatória perante as NR’s. Hoje vamos mostrar 5 dicas de procedimentos de segurança do trabalho para pequenas empresas.

  Como diretor ou gestor de uma empresa pequena, você precisa deixar o processo de segurança simples e bem documentado, com reuniões rápidas com seus colaboradores, anotações de segurança, relatórios de treinamentos etc, todos os documentos necessários para se um dia você possa apresentar a um inspetor e comprovar que está fazendo suas obrigações como empregador.

  Você pode implementar maneiras efetivas e simples de se comunicar com seus colaboradores e ajudar com que seu negócio mantenha-se seguro e saudável, com estas práticas:

1. Faça da segurança parte das suas operações desde o primeiro dia.

  Para demonstrar que você e a sua empresa fazem da segurança do trabalho uma prioridade, mostre desde o inicio sua preocupação com estes assuntos, já falamos aqui no blog que isto pode ser realizado através do treinamento de integração de segurança do trabalho, orientando os recém chegados.

2. Conduza conversas rápidas e regulares sobre segurança do trabalho, use check lists, materiais, tópicos e guias de segurança.

  Já ouviu falar em DDS? O Diálogo De Segurança serve exatamente para isso, são pequenas reuniões que podem ser feitas para revisar ou discutir medidas de segurança do trabalho antes de começar a jornada de trabalho. Se você realizar uma busca na internet, poderá encontrar vários temas que podem ser abordados neste diálogo.

3. Faça observações regulares de segurança, elogie o que estiver sendo feito certo e demonstre o que pode ser melhorado.

  Esta dica já foi mencionada em nosso blog através do post: “Como melhorar a cultura da saúde e segurança do trabalho”, nele o consultor em saúde e segurança John johnson explica exatamente isso, dizendo: “Saia lá fora e procure alguém fazendo a coisa certa, então diga: obrigada!”

  Dessa forma o colaborador irá saber que está fazendo o procedimento certo e além disso todos poderão ter ele como exemplo a ser seguido.

4. Identifique riscos junto aos colaboradores

  Importante questão! muitas vezes os gestores ou técnicos podem não ver todos os riscos que o colaborador pode estar propenso, por isso, nada melhor do que perguntar para o próprio trabalhador quais são os riscos que ele pode ter identificado em seu ambiente de trabalho e em suas tarefas, afinal ele lida com suas atividades no dia-a-dia. É muito importante checar regularmente esta questão, pois a medida do tempo, outros riscos podem aparecer.



Texto e imagem retirados do site Blog INBEP.